Início FAQ

Dúvidas Gerais

Um hidrômetro é um equipamento utilizado para medir o consumo de água de alguma residência. É nele que a companhia de água e esgoto da sua cidade verifica o quanto de água foi utilizado em sua casa e calcula a conta do mês.

Para realizar a leitura de um hidrômetro, basta verificar o valor indicado por números pretos e o fazer novamente em 30 dias. Após a subtração dos dois valores, é possível obter o consumo do mês em questão. Exemplo: caso a leitura no primeiro momento marque 152 m³ e a próxima marcar 168 m³, então o consumo foi de 16 m³.
Já os números vermelhos indicam a quantidade de litros que já foi contabilizada (multiplicada por 10 ou 100). Por fim, o ponteiro vermelho indica que a água está passando e completa uma volta completa a cada 10 litros contabilizados.

No interior do hidrômetro taquimétrico, há uma câmara com uma turbina que gira à medida que a água entra. Com o giro da turbina, o ponteiro na relojoaria acompanha o movimento pelo imã que as comunica. O ponteiro mede os litros de água que passam e marca uma volta a cada 10 litros.

Sim, é necessário trocar os hidrômetros taquimétricos a cada cinco anos, pois suas partes móveis (como a hélice) se desgastam e começam a não ficar tão precisas como deveriam.

É a metade da vazão máxima de um hidrômetro. É dita vazão nominal pois a ela identifica o medidor. Por exemplo, um hidrômetro de vazão máxima 3 m³/h, terá sua vazão nominal de 1,5 m³/h.

Hidrômetros taquimétricos são aqueles acionados pela velocidade da água que passa pela turbina dentro do hidrômetro e assim o faz medir a quantidade de água que está sendo utilizada.

Considerando que o hidrômetro taquimétrico realiza sua medição utilizando um imã, o mesmo também pode parar a contagem do aparelho. Por esse motivo, os hidrômetros mais modernos contam com a blindagem magnética, para evitar que ocorram fraudes no uso do hidrômetro.

O unijato é o hidrômetro acionado por apenas um jato de água que entra pelo cano, gira a turbina e sai pelo cano oposto. Desse modo, a água incide diretamente na turbina, desgastando mais rapidamente o produto.


Já o hidrômetro multijato possui uma câmara protegendo a turbina, que é acionada por vários jatos de água, que entram e saem da câmara, diminuindo a velocidade e desgastando menos o produto.

As classes metrológicas definem a precisão do hidrômetro, sendo o D o mais preciso atualmente e o A o menos preciso.

Relojoaria do hidrômetro é a parte onde se encontram os ponteiros e a medição do mesmo. Ela é isolada para não ser afetada pela água ou fraude.

Depende do hidrômetro que lhe interessa comprar. Hidrômetros têm muitas variações técnicas que alteram seu valor. Além disso, um hidrômetro ultrassônico custa mais que o taquimétrico por diversos motivos, sendo sua vida útil e precisão um deles.


Para sanar a dúvida sobre o valor do hidrômetro que deseja, pode ligar para (85) 4005 1784 ou enviar um e-mail para comercial@fae.com.br.

Dúvidas Ultrassônico

Diferente do hidrômetro taquimétrico, que mede o consumo pelo movimento da hélice interna, o hidrômetro ultrassônico não contém partes móveis, medindo o consumo por pulsos ultrassônicos.


O Fluxus tem sua vida útil maior e é totalmente eletrônico, contando com uma tela que se mantém ativa por toda a vida útil do aparelho. 
Além de tudo isso, o hidrômetro ultrassônico também é mais preciso que hidrômetros taquimétricos.

A bateria do hidrômetro Fluxus dura até 10 anos e é insubstituível.

O Fluxus RF conta com a solução Hydra embutida, um sistema de telemetria. A solução walk-by é um dos benefícios do Hydra, que permite que o agente da empresa de saneamento realize a leitura do hidrômetro remotamente e automaticamente, por radiofrequência.

Não, o Fluxus conta com uma bateria que dura até 10 anos e é dela que ele usa a energia que precisa.

O Fluxus conta com um indicador eletrônico com sinais de comunicação. São eles flag de vazamento, fluxo reverso, ar na linha e nível baixo de bateria, além de um contador de consumo com 9 dígitos.

Dúvidas Telemetria

A solução Hydra é um pequeno aparelho que é acoplado no seu hidrômetro taquimétrico (Fluxus RF já contém a solução Hydra inclusa) e acompanha o desenvolvimento do consumo de água, enviando esse registro para os cobradores da companhia de saneamento, que analisa o consumo e imprime a conta.

Além disso, a solução Hydra envia flags de alarme caso algum problema na linha seja encontrado, como fluxo reverso, vazamento na linha, sobrevazão na linha e aviso de fraude magnética.

A solução Hydra é compatível com os hidrômetros unijato e multijato e está incluso no Fluxus RF.

Além de enviar flags de alarmes caso algo não esteja certo com seu hidrômetro, o Hydra auxilia a enxergar a medição de hidrômetros de difícil acesso ou com visão limitada e auxilia na velocidade da coleta de dados para a Companhia de Água e Saneamento.

Não respondemos à sua pergunta?